Quero empreender

Em um negócio recém nascido, a comunicação não efetiva e falta de objetivos, torna as ações lentas, chegando a paralisa-lo. Adicione a falta de engajamento igual dos administradores, junto com a pré fixação dos retornos de investimentos… O negócio parece que não vai muito longe, certo? No Brasil, 56% das empresas não duram dois anos. Dessas, 36% são relacionados com os problemas que acabamos de abordar.

Uma oportunidade de transparência, justiça e liberdade para o seu negócio.

Uma open company pode ajudar a resolver esses tipos de problemas, com a visualização das intenções e necessidades dos membros da organização. Além disso, permite a identificação e priorização dos investimentos em projetos, conforme a visão dos investidores, de forma transparente a todos. Dá liberdade aos investidores grandes e pequenos, com os retornos proporcionais aos investimentos, através de procedimentos específicos das open companies.

Como funciona?

Qualquer membro da organização tem a liberdade para publicar um os problema, uma necessidade ou solução em um canal de comunicação exclusivo. Conforme os outros membro reagem a comunicação, as situações são validadas e as soluções tornam-se projetos, sempre de forma transparente à organização. Para cada atividade do projeto, o desenvolvedor realiza investimentos em troca de pontos, por sua própria vontade. Ao final de um período, esses pontos podem ser convertidos, conforme o caso, em dinheiro. O retorno recebido é conforme a cotação dos pontos no período. Desta forma, ficam os investidores satisfeitos, investindo de acordo com as suas capacidades. O desenvolvimento da organização acontece em consonância com a realidade do ambiente, tudo isso através de uma forma simples, transparente e justa a toda organização.

Para saber mais, leia o Resumo open company.